"You were born an original. Don't die a copy!" - John Mason

domingo, 19 de dezembro de 2010

Love


Confesso que não gosto do Natal mas não há nada que não faça pelo meu puto, e quando a minha mãe me informou que o meu irmão ia entrar numa peça de Natal da escola, lá troquei de horário laboral e no dia em questão, pus-me a caminho.

Estava curiosa para ver como é que um puto de 3 anos, que parece ter pilhas duracel dia e noite (com recarga automática) se ia portar numa peça de teatro.
Correu bem. Quando as cortinas ainda estavam fechadas, antes de começar a 2ª parte, lá apareceu ele, vestido de boneco de neve, por entre as cortinas a dizer adeus a toda a gente, tendo a educadora que ir lá busca-lo. Parecia que estava em casa, mais à vontade não era possível.

No final, veio o pai natal. Chamou todas as crianças, uma a uma, pelo nome, para entregar uma prenda. E quando o pai natal o chamou, e eu fui com ele ao colo lá buscar a prenda, o sorriso e a felicidade estampados na cara dele eram indescritíveis. Um sorriso e um brilho nos olhos do tamanho do mundo.

As crianças são tão ingénuas. Não deviam crescer nunca. Dói pensar que, inevitavelmente, vão sofrer.

sábado, 18 de dezembro de 2010

Só para que fique registado

ADOREI!


(ver com muita atenção)

Quando voltam cá????

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Mas que Bom Sacana!



Enquanto lemos este post, podemos ouvir isto

"Por vezes um email enviado às 12.22 para uma amiga com a pergunta "almoçamos?" não envolve necessariamente faca e garfo. Provavelmente melhor teria dito "almoçamo-nos"? Muitas quecas da hora de almoço começam assim. Pelo(a) sacana a tentar a sua sorte, um sorrisinho devolvido por correio electrónico e off we go. Sem testemunhas e a galope entre as 13.00 e as 14.15, para dar tempo de ainda trincar (mais) qualquer coisa. Chega-se logo ao trabalho com outra cor, outra graça. "Nem deu tempo para tirar o relógio do pulso". Uma pessoa ri-se do risco. Do segredo. E finalmente do atrevimento. Redescobre-se o animal sexual. Cantarola-se com orgulho infantil "eu gosto muito de panquecas quecas quecas".

E há dias em que é ao contrário. Não me apetece ser fácil. Há limites para foder com quem não se ama. E depois eu gosto de alguma intimidade. O hábito do cheiro de alguém, conversar em voz baixa, ouvir alguém dormir e soar a normalidade, aceitar fazer parte desse fechar de olhos, com um contacto físico ligeiro, ganhando o direito ao toque sem acordar. Toda a queca é boa e todos somos aperitivos uns dos outros. Mas sem partilha fomos apenas mais uma refeição. Àquela hora que ninguém desconfia e cujo único registo foi um email entretanto convenientemente apagado."


Retirado daqui.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Vocês atentem bem nisto que é para eu não me chatear!



Façam um favor a vós próprios, sim?
E aos que vos rodeiam. É que cansa (e chega mesmo a irritar) ter que repetir várias vezes a mesma coisa até que isto entre vos entre na cabeça.
Até poderia repetir isto 1000 vezes a um amigo que precisasse de o ouvir mas porra, abram lá os olhinhos, caiam na realidade. É básico!

(Não, não meti baixa (quem me dera, estava mesmo a precisar de umas férias). Ando ocupada, só isso.)

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Ai que não me apetece ir trabalhar e por isso vou meter baixa por depressão.

É o que está na moda na minha empresa.

Vou fazer isso. E depois vou passar os dias inteiros no facebook a fazer actualizações, publicar fotos e comentar tudo o que é perfil.

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Psicopatia



Ao ler este post da Bad Girl, lembrei-me de uma pessoa que conheço, apesar da situação não ser a mesma.

O que sinto desta pessoa, é nojo. Repulsa. Não consigo sentir nada para além disso.
Dizem que pena é o pior sentimento que se pode ter por alguém. Eu também pensava que sim, mas com esta criatura, vi que estava errada. Pena é algo demasiado bom para se ter por esta coisa.
Não consigo explicar por palavras este nojo que sinto. Nunca senti nada assim por ninguém e ainda bem.

Não me entra na cabeça como é que alguém pode ser assim. Levar pessoas a gostar e confiar e depois só fazer merda.

Ser amiga da duas pessoas e inunda-las de mentiras um do outro até que estes acabem.
Inventar gravidezes para chamar a atenção das pessoas e depois, quando já não dá mais para continuar com a mentira, inventa abortos.
Inventar que namora com um homem, quando este é namorada da amiga.
Inventar a compra de uma casa, combinar um jantar de inauguração mas essa casa nunca chegou a existir e o jantar de inauguração nunca chegou a acontecer ou porque a casa ainda não estava pronta, porque havia um problema com a canalização ou porque faltavam algumas coisas para a sala.
Inventar que outra amiga tem muitos ciúmes dela, porque esta supostamente namora com um homem que a amiga supostamente gosta.
Inventar um carro que nunca existiu. A razão de nunca ter sido vista com o mesmo foi porque o assaltaram ou partiram-lhe os vidros e não podia levar o carro. A razão de já não ter carro foi porque teve um acidente e o carro ficou irreconhecível e foi para a sucata.
Quando se saía para algum lado, a pessoa em questão nunca conduzia ora porque tinha um pulso aberto ou uma dor no braço. Tudo isto para esconder que não tinha carta e claro, sendo assim, nunca poderia ter tido um carro.
Inventar namorados também foi uma das muitas façanhas. Namorados com quem nunca ninguém a via. Chegou ao ponto de inventar mortes da família do suposto namorado, como razão para este não a acompanhar.

Resumindo: Inventar toda uma vida. Muito social, com muito amor, muitos amigos e muito sucesso.

Todas estas estórias foram ditas a pessoas que ela pensava que não falariam entre si. Enganou-se. Tudo isto são coisas que foram descobertas anos depois. Quando, em certas situações, já não havia volta a dar.

Gentinha desta devia estar internada. Já foi posta contra a parede, foi dito para se tratar mas esta coisa não tem remédio e não tem consciência. Vai continuar a viver a vida dos outros e brincar ao faz de conta. Levar pontapés no cu à medida que as pessoas vão descobrindo.
Deve ser triste viver assim e eu não tenho pena nenhuma. Tem tudo o que merece.

Nojo, muito nojo!

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Up... so sweet!


Já andava para ver este filme há uns tempos mas depois nunca calhava.
Hoje, devido a este post do Capitão, vi.

Vi, adorei e aconselho.

SOS

Vocês ainda se lembram DISTO?
Pronto, é que eu continuo à procura...

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Descobrir as diferenças



Conseguiram?
Não?
É porque não há! Até o narizinho...

Como se disse lá no blogue da Dora: HOMER DOES EXIST!!!

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

A minha manager



Pólo Norte Maria, ela mesma!

Tenho de dar uma palavra de apreço ao seu trabalho. Vende bem o produto, independentemente da qualidade do mesmo.

Leva é um bocadinho caro e ainda não recebi qualquer proposta para espectáculos. Não estou a perceber...

domingo, 29 de agosto de 2010

It's raining men!

Não está!

Peço desculpa por vos ter iludido mas foi por uma boa causa.
Eu, que não sou uma mulher ciumenta com homem que não é meu, decidi dar-vos um docinho para os olhos.

Acabei agora de ver o Sex and The City 2 (sim, só agora) e isto chamou-me à atenção (eu JURO que tentei só escolher uma):





E pronto, era "só" isto.



(Esta minha coisa por homens com cara de mau e barba de 3 dias é algo que me aflige. E se tiverem cabelo rapado, ainda pior. Se bem que, com um pouco de comprimento, dá para agarrar. Ai, vou parar de divagar!!!)

sábado, 28 de agosto de 2010

Na sequência do post anterior...


É certinho direitinho que estas pessoas, quando lhes tentam abrir os olhos, ficam é chateados com quem faz um esforço para que as palas lhes caiam..

Cheira-me que seria mais lógico se redireccionassem a raiva para quem lhes faz mal (mas isto sou eu, que não percebo nada do assunto).

Como diria a outra: " C'MOOOOON! Are you kidding me?"

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Não percebo



Alguém me explica o que leva uma pessoa a anular-se devido a outra?
Permitir-se a ser maltratada psicologicamente?
Deixar-se ser usada de acordo com a vontade do outro? (E não estou a falar em ser usado sexualmente)

Mas não me venham dizer que é amor. Isso é não é amor. É impossível ser amor.

Quantas vezes é que vai ser necessário bater no fundo para saírem do ciclo vicioso em que se meteram?

Há coisas que me ultrapassam e esta é uma delas.

domingo, 22 de agosto de 2010

Puto Reguila



Alguém se lembra desta musica?
Tao giiiiiiiiiiiiiraaaaaaaaa!


"E eu fiquei assim, calado, atado, flipado, babado, engasgado, picado... e porque não, apaixonado"

Isto anda escasso, anda...

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Qual 'e o mal da fruta?

Fiz duas gelatinas.

Numa juntei fruta, na outra, não.
A sem fruta, solidificou. A com fruta, não!

Esta' a escapar-me alguma coisa?



(O meu pc começou a dar os acentos em duplicado. Agora tenho que escrever tudo sem acentos e depois usar a correcção ortográfica. Aqui esta um exemplo: "Valha-me a correcç~~ao de palavras, que ainda d´´a para efectuar algumas alteraç~~oes")
Mais uma vez: Esta' a escapar-me alguma coisa?

terça-feira, 17 de agosto de 2010

It's just like that...



I hope!

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Existe este alguém...

... que me baralha o sistema todo.

Desenganem-se quem já estiver a ver corações suspensos no ar e borboletas a esvoaçar. Nada disso.

Não me vejo a ter qualquer tipo de relação com ele. Seja sentimental, seja mais carnal.
Quando estamos juntos, não sinto vontade de me atirar ao seu pescoço.
Não me fez qualquer tipo de impressão quando ele tinha namorada.
Posso estar dias sem falarmos e meses sem nos vermos, e não sentir aquela necessidade de lhe dizer alguma coisa.
A nossa relação é na base do eu digo mata e ele diz esfola.

Mas quando falo ou estou com ele, o meu sistema desregula. Fico nervosinha.
Mexe comigo.

E depois passa, assim, num instante. Até voltar a vê-lo ou ouvi-lo.

sábado, 14 de agosto de 2010

Filhos da puta

Todos os anos é a mesma coisa. Uma tristeza, uma vergonha, uma revolta gigante.
Como é possível existirem coisas (não me parece que lhes possamos chamar pessoas) que conseguem pegar fogo ao que quer que seja? Destruírem a natureza, trabalhos, sacrifícios de uma vida e a própria vida de algumas pessoas?

Dá-me pena ver as pessoas chorar, desesperar por terem perdido tudo o que tinham. Por, em minutos, terem visto tudo a desaparecer sem poder fazer nada.
E a tristeza que assola? Aquele que aparece ao ver pessoas a lutar contra o inferno, em prol dos outros. Pessoas que dão tudo por tudo, magoam-se e chegam até a morrer.
O meu irmão já foi bombeiro e ia ficando num incêndio que um qualquer filho da puta decidiu atear.

Neste momento oiço a sirene dos bombeiros, não vejo fogos, mas à minha frente, da janela do meu quarto, da janela da minha sala, vejo uma serra que era verde (embora ainda recuperar do ano passado e de todos os outros anos), ardida.

Como é possível alguém ser tão frio, cobarde, frustrado, mesquinho, tão pequenino?
Deviam ARDER todos, literalmente! E lentamente, muito lentamente.

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

When the world is at it's rest



"in the nighttime
when the world is at it's rest
you will find me
in the place I know the best
dancin', shoutin'
flyin' to the moon
(you) don't have to worry
'cause I'll be come back soon


and we build up castles
in the sky and in the sand
design our own world
ain't nobody understand
I found myself alive
in the palm of your hand
as long as we are flyin'
All this world ain't got no end


in the daytime
you wil find me by your side
tryin' to do my best
and tryin' to make things right
when it all turns wrong
there's no fault but mine
but it won't hit hard
'cause you let me shine"

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Da amnésia.

A minha memória é má. Aliás, a minha memória não é só má, é ridiculamente fraca e curta, muito curta.

Não tenho recordações de criança (e se tenho, agora não me estou a lembrar de nenhuma...), não me lembro de que fazia, das traquinices, nada. Às vezes gostava de dizer: "Quando era pequenina, costumava fazer isto, aquilo e o camandro", mas não posso.

Não tenho recordações do liceu ou de há poucos anos atrás. Em conversa com algum pessoal, perguntam: "Xiiii, lembraste daquela vez em que...?". Normalmente estas são 3 das minhas possíveis respostas:

- "Não!"
- "Não tou bem a ver"
- "Isso diz-me alguma coisa, assim ao de leve. Mas não estou a ver bem a situação."

Ou

- "Lembraste de X ou Y?"
- "Não".
- "Aquele que era assim e assado, andava com B., estava sempre no Bar C!"
- "Uhmmm, não estou a ver, não."
- "Epá, não te lembras? Aquela que andava sempre com D e E"
- "Não"
- "És uma merda! Esta gaja nunca se lembra de nada nem ninguém."

Às vezes é um bocado frustrante não me lembrar das coisas. Está o pessoal todo numa amena cavaqueira a recordar certas situações e eu a ouvir as coisas como se fosse a primeira vez.

Ah, e distraída. Para além de esquecida sou distraída (assim, MUITO!). Que, diga-se de passagem, as duas coisas juntas são um espectáculo!

Situações destas:

No outro dia pedi ao meu irmão para me ligar porque não sabia do meu telemóvel. Ele liga, encontro o telemóvel. Passado pouco tempo, saio de caa porque já estava atrasada. Estou a entrar no carro e lembro-me que me esqueci de algo. Toco à campainha de casa:

- "Manda-me o telemóvel que deixei-o aí em casa" (moro num 1º andar, não há muito perigo)

Apanho-o e ponho-o na mala. Entro no carro. Arranco.
Estou a entrar na auto-estrada e tiro o telemóvel da mala. Vejo que tenho uma chamada não atendida. Ligo para o meu irmão:

- "Ligaste?"
- "Sim... porque não sabias do telemóvel e PEDISTE-ME PARA TE LIGAR!"
- "Ah, pois foi!!! Então adeus."
- "Dah! Xau!

... são o meu dia-a-dia.

Será que isto melhora se começar a tomar Centrum?

PS: Enquanto escrevo isto, Quim Barreiros toca aqui na terrinha e dá para ouvir perfeitamente da minha casa.
O que me vale é que daqui a pouco tempo já não me vou lembrar...

domingo, 8 de agosto de 2010

Há mais de 1h que os meus colegas estão a falar de um qualquer jogo de futebol, onde são treinadores e estão a trocar ideais acerca dos jogadores que devem ou não comprar.

Os olhos brilham, sinto-lhes emoção na voz e a adrenalina que lhes corre no sangue. Eles estão mesmo muito excitados com o tal jogo.

O homem é uma espécie estranha …

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Acabei de enfardar uma pizza cá com um estilo... e depois queixo-me que estou BADOCHA!
Hoje fizeram-me uma massagem nos pés que até vi estrelas!!!

When you slowly close your eyes...



Como disse hoje uma amiga: "Esta é A música. Aquela em que a noite só pode estar a correr bem e quando começa a passar, parece que tudo fica ainda melhor. Sem explicação."

"You make me fall and I can't sleep
You're holding on but it's too deep
and I can't give it away
I just can't give it away

When you slowly close your eyes
replay the moment in your mind
we can just give it away
breathe out and give it away
When you slowly close your eyes
replay the moment in your mind
we can just give it away
breathe out and give it away"

domingo, 1 de agosto de 2010

Quero!

Tenho sede.
Mas não vou à fonte...

sábado, 31 de julho de 2010

Empregos

Andava eu a surfar pelo net-empregos e deparei-me com este anúncio. Procuram alguém para o cargo de gestor de call center:


(cliquem para aumentar)

Se quiserem eu posso substituir este elemento do vosso departamento de recursos humanos. Temos negócio?

sexta-feira, 30 de julho de 2010

VIVE!

São 4min que valem a pena.



"Não deixem nada por dizer, nada por fazer..."

domingo, 25 de julho de 2010

Ai, que nódoa que eu sou a ver filmes e séries. Desgraço-me toda a chorar!!!
Acabei de ver o "Meet Joe Black" e estou aqui com a caixa de kleenex's ao lado e olhos inchados, qual Madalena arrependida.



Grande filme!
A sério, vejam!

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Eu não acho normal!

Vocês acham normal, terem uma pessoa em quem confiam mesmo, chatearem-se com essa pessoa e com muita razão ao ponto de já não conseguirem confiar na mesma, essa pessoa tentar uma aproximação, explicando isto e aquilo, dizendo que tem saudades nossas. Vocês até se voltarem a dar, mais ou menos, com a pessoa mas sem nunca ter muita confiança, nada do que era antes. A coisa até estar a correr mais ou menos bem e a outra pimba, voltar a fazer o mesmo (não é bem o mesmo mas é quase), vocês cortarem definitivamente com essa pessoa, só o bom dia e boa tarde por educação. A pessoa reparar na vossa atitude distante, sabe que fez merda e vocês estão chateados mas não diz nada (nem desculpa, nem perguntar o que é que se passa, nada) e depois manda-vos um sms, como se nada fosse, a perguntar se temos para emprestar a parte de cima de um bikini de atar ao pescoço porque à noite o quer vestir com um top? A sério, acham normal?

Eu conheço pessoas com muita lata.

Acordei agora!

Mas só me apetece voltar para o lado, mandar tudo ao ar e não ir trabalhar.
Alguém quer fazer a gentileza de ir por mim? Seria vossa amiga para sempre.

Confesso!!!

Eu gosto de "Babe"!!!

(Não de toda a gente, vá! Não exageremos.)

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Happy endings gone forever more



"This is the way you left me,
I'm not pretending.
No hope, no love, no glory,
No Happy Ending.
This is the way that we love,
Like it's forever.
Then live the rest of our life,
But not together.

Wake up in the morning, stumble on my life
Can't get no love without sacrifice
If anything should happen, I guess I wish you well
A little bit of heaven, but a little bit of hell

This is the hardest story that I've ever told
No hope, or love, or glory
Happy endings gone forever more
I feel as if I'm wastin'
And I'm wastin' everyday"

terça-feira, 20 de julho de 2010

Opá

É muito mau eu gostar disto?

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Não me sai da cabeça...











"Another shot of whiskey, can't stopping looking at the door.
Wishing you'd come sweeping in the way you did before.
And I wonder if I ever cross your mind?
For me it happens all the time.

(...)

It's a quarter after one, I'm all alone and I need you now.
And I said I wouldn't call but I'm a little drunk
and I need you now."

Aaaaaaahhhhhhhhhhhh!!!


Estou morta! Estou exausta! Cheguei a casa completamente preta.
Ir ver um concerto de Prince é melhor que 2 horas de ginásio. Não me importava de ir a um todos os dias e ficava logo em forma.

Foi LINDO, foi ESPECTACULAR, foi FANTÁSTICO, foi MARAVILHOSO!

O Prince sabe o que faz. O Prince é um artista. O Prince é o REI e eu ADOREI!!!

(Vou dormir que já não me aguento)

domingo, 18 de julho de 2010

A esta hora...

... devo andar por aqui:



Vemos por lá?

Género de frase...

... que costumam dizer bastante: "Queixas-te muito e pomos-te a ter formação com a Margarida!"

E pessoas sem sentido de humor?

Daquelas que se ofendem, amuam e prendem o burro à mínima coisinha? DJIZAZ!!!

sábado, 17 de julho de 2010

Estes gajos são um espectáculo!



"By the desperate 'n' confused
Emotion of the youth
I was brought to Crisis land
Where after getting checked for fleas
And barricades of embassies
I was sculpted to be overworked and silent
But since the early age
I broke out of the cage
And learned how to make marching drums
From a fish can

And I knew I'll run away
And so without further delay
I said "Two tears in a bucket
Motherfuck it!"

sexta-feira, 16 de julho de 2010

É impressão minha ou...

...é muita falta de profissionalismo chegar ao trabalho duas horas atrasada por ter ido para a night, dizer isso à boca cheia e depois sair meia hora mais cedo por estar com sono por ter ido sair na noite anterior, que só dormiu 3h e já está velha (nos vinte e poucos) para chegar a casa quase de manhã?!?!?
E não estamos a falar da chefia (que pode entrar e sair sempre que lhe apetecer), mas sim de um colaborador "normal".
E, na minha opinião, não é só falta de profissionalismo mas também uma grande falta de respeito pelos colegas.
Obviamente que não a chamei à atenção porque não sou chefe de ninguém mas fiquei com cara de parva a olhar para ela, a pensar como a situação estava a ser surreal, sem acreditar no que estava a ouvir...
É só de mim ou vocês também não acham isto normal?

Bem, mudando de assunto...

Esta semana portei-me mal.
Saía de manhã para trabalhar e só chegava a casa às tantas. Depois de trabalhar ia ali ou acolá, ter com esta pessoa ou com aquela pessoa e chegava a casa de madrugada.

Hoje estou morta e não vou por o cu na rua.
Quando toda a gente sai, eu fico em casa. Era para sair mas não dá. Devo estar a ficar velha para esta vida!

Vou descansar os ossos até domingo, para depois ir para o SBSR ver o rei. PRINCE!

Bom fim-de-semana e divirtam-se!

terça-feira, 13 de julho de 2010

15, there's never a wish better than this, when you only got a 100 years to live



"I'm 15 for a moment
(...)
I'm 22 for a moment
(...)
I'm 33 for a moment
(...)
I'm 45 for a moment
The sea is high
And I'm heading into a crisis
Chasing the years of my life
(...)
Half time goes by
Suddenly you’re wise
Another blink of an eye
67 is gone
The sun is getting high
We're moving on...

I'm 99 for a moment
Dying for just another moment
And I'm just dreaming
Counting the ways to where you are"

segunda-feira, 12 de julho de 2010

6

O Ulisses desafiou-me. E como eu até gosto tanto destes desafios (é mais o facto de estar sem ideias para posts), foi aceite.

6 coisas que não saibam sobre mim...
Vocês não sabem nada sobre mim, por isso, vai ser fácil. Seria ainda mais fácil se eu gostasse de falar de mim....

Então aqui vai:

1 - Não gosto de gatos. Detesto gatos. Tenho pânico de gatos. Se for a casa de alguém que tenha um gato, o bicho terá que ficar fechado numa divisão da casa ONDE EU NÃO ESTEJA. Caso contrário, não entro.

2 - Tenho mau feitio. Mas é uma coisa assim em grande, nada de amostras.

3 - Não fumo.

4 - Guilty Pleasure: "It's all coming back to me" da Celine Dion.

5 - Não gosto de tirar fotografias.

6 - Sou bicho do mato.

Uma dúvida!

Tenho iogurtes no frigorífico em que a data de validade expirou a 5 de Julho (deste ano!!!)

Nestas coisas eles põem sempre menos tempo do que os ditos cujos realmente duram.
Acham que ainda estão bons para consumo?

sábado, 10 de julho de 2010

Eu sou vossa amiga!

E a provar isso, aqui fica um conselho:

Nunca, mas NUNCA provem este chocolate...



... ou correm o risco de ficar viciados.

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Saxofone e Piano

Os meus dois instrumentos preferidos.
Fecho os olhos e consigo ficar a ouvir isto eternamente...



Kevin Richardson (piano) e Obie Morant (sax)

Leituras

Já acabei de ler este livro. ADOREI!



E enquanto não compro o segundo desta trilogia:



Estou a ler este:



Já há algum tempo que andava mais que curiosa acerca deste livro.

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Damn!

A propósito do post anterior, vejam a performance do senhor em questão.

He's got it all.
The voice;
The moves (Vocês reparem bem nos moves!!!);
The attitude.




AJ e basta.
E sim, gosto dos Backstreet.
Há mais de 10 anos :D

A partir dos 2min, então... djizaz!!!

terça-feira, 6 de julho de 2010

Hold me and don't you let go... until I tell you to!





"Something about the way you moved
That caught my eye
I really did have to try it, yes
I can't deny it
The way your body swayed
As I watched you from behind
That got me so excited
How could I fight it

(...)

Baby move a little closer, yeah
I wanna feel your body next to mine
And before this night is over
You will know just what it means
To make love until you scream"


A voz do AJ é qualquer coisa de extraordinário...

A inspecção

Não gosto de ir à inspecção com o carro.
Ao que parece vão lá poucos espécimes do sexo feminino. Pedem ao namorado, ao marido, ao pai, ao mecânico para irem por elas (e não tenho nada contra), pelo que aquilo mais parece a concentração da mangueira.
É raro ver lá uma mulher e os homens olham para nós como se fossemos ET's.
E eu não gosto que olhem para mim.

No entanto, os senhores que fazem a inspecção até são bastante simpáticos. Às vezes até demais pois parece que estão a falar com uma criança. Até é compreensível (mais ou menos), não sabem até que ponto é que percebemos da coisa e tentam ser o mais prestáveis possível. Ou então pensam simplesmente que somos burras no que toca a mecânica (percebo muito pouco, confesso), mas isso já é outra história.

Há uns dias lá fui com a minha lata.
Voltei a confirmar que não gosto do ambiente mas o "inspeccionador" até foi simpático.
Podia-me ter dito, simplesmente, o que faltava arranjar. Mas não, decidiu mostrar-me.

Estava eu muito bem dentro do carro a dar ao volante para ele ver o que tinha a ver lá em baixo.
Ouvio-o gritar para eu parar, parei.
Ouvi-o gritar qualquer coisa mas pensei que não fosse para mim.
Chega-se ao pé de mim um colega dele e diz:
- "O meu colega está a pedir para ir lá a baixo."
- "Como?"
- "O meu colega está a pedir para ir lá a baixo."
- "Ah... ok!" (nunca me tinham pedido isso)

Saí do carro e desci a escadas lá para o buraco.
- "Olhe, está a ver isto aqui... bla bla bla"

E eu olhava assim de solsaio, sem me chegar muito perto com medo de me cair algo em cima ou coisa que o valha. Não me sentia lá muito confortável estar debaixo do carro com ele a trabalhar...
- "Pode chegar-se aqui, não tenha medo. Não lhe acontece nada."
- "Ah...", retorqui.

Já estava a imaginar cair-me uma pinga de óleo na cara (a minha imaginação às vezes voa a uma velocidade alucinante). Lá me cheguei ao homem...

- "O máximo que pode acontecer é rebentar o tubo da água. Mas caso isso aconteça, vamos os dois.
- "Muito animador", pensei.

E pronto, voltei lá para cima.
No final disse-me para quando lá voltar, ir falar directamente com ele para passar à frente e assim não estar tanto tempo à espera. Menos mal!

sábado, 3 de julho de 2010

Lay where you're laying, don't make a sound...


"The dark of the valley, the break of day
The head while I'm driving, I'm driving
Soft lips are open, knuckles are pale
Feels like you're dying, you're dying

(...)

Hot as a fever, rattling bones

I could just taste it, taste it
If it's not forever, if it's just tonight
Oh, it's still the greatest, the greatest, the greatest"

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Informação de última hora!!!

Temperaturas bastante altas no Algarve!
CONFERE!

segunda-feira, 28 de junho de 2010

O "Qué Frô" deste post, no sábado, viu-me no Plateau e perguntou se a minha "namorada" não tinha ido.
Disse -lhe que não.
Então ele questionou à Ana se não me queria oferecer uma flor...

Adenda: Não acho nada bem isto de andarem a promover a traição...

domingo, 27 de junho de 2010

Os nomezinhos

Não percebo lá muito bem a moda dos nomezinhos. Faz-me espécie, sei lá.
Gostava de lhes dar um nome mas não encontro o correcto. Diminuitivos não são mas também não estou a ver mais nada que se aplique. De serem tão maus, provavelmente nem têm direito a um nome.

Refiro-me aos queridas, lindas, fofas, bebés, bonecas, etc, etc, etc.
Mas o que é isto?

Acho que posso falar em nome de grande parte do sexo feminino.

Sabemos que não é por mal a que até podem estar a tentar ser queridos e atenciosos mas... não. A sério!
Agradecemos o gesto mas dispensamos.
Temos um nome e gostamos que nos tratem... pelo nosso nome. Pode parecer inacreditável mas é verdade!!!

Há alguns que escapam. O miúda e o gaja. Mas só e só com pessoas com que temos alguma confiança. E o miúda, nunca, mas nunca poderá ser dito num tom paternalista (não era esta a palavra que queria usar mas a outra não me sai).

Por último, gaja boa!
Exemplos: "Olá, gaja boa!", "Beijos, gaja boa!"
(Já alguma vez aqui disse que beijinhos e beijocas e jinhos e jocas e xxx (não confundir com XXX) é para meninos?).

Bem, voltado ao assunto do post....
O "gaja boa" poder ser perigoso.
Se vocês o usam numa mulher que não se acha boa, podem estar a entrar no campo da ofensa. E porquê? Porque ela pode pensar que estão a mentir e que a acham burra o suficiente para acreditar no que estão a dizer.

Resumindo: Simplifiquem a coisa e tratem-nos pelo nome!

(Às senhoras que não concordam com o meu ponto de vista: Desculpem lá qualquer coisinha.)


ADENDA: Na caixa de comentários podem dizer que outros nomes não gostam que vos chamem, que eu depois faço um update aqui do post.

This one turns me on #2



"You can't be too flirty, mama
I know how to undress me
I want to be your fantasy
Maybe you could be mine
You just leave it all up to me
We could have a good time
(...)
Women not girls rule my world
I said they rule my world
Act your age, mama
Not your shoe size
Maybe we could do the twirl
You don't have to watch Dynasty
To have an attitude
You just leave it all up to me
My love will be your food"

Remédio

Uma dica para curar uma conjuntivite:

Álcool! Caipirões, caipiroskas, etc.

Vão por mim!!!

E agora que já fiz a minha boa acção do dia (depois não digam que não sou vossa amiga), vou dormir!!!

sábado, 26 de junho de 2010

Conversas

Ao telemóvel com a mãe, bla bla bla e pardais ao ninho, digo-lhe:

Eu - Mãe, vou fazer outro piercing.
Mãe - Vais...
Eu: - A sério, na língua.
Mãe - Tu e o teu irmão só têm ideias dessas. Vejam lá, também não querem fazer um a juntar as bordas do cu? Só vocês para terem essas ideias.

(Ela disse algo mais, como em que devíamos fazer nas pontas disto e daquilo mas eu decidi não reproduzir...)

O que vale é que ela não acha lá muita piada mas leva as coisas na boa senão ainda era deserdada...

Quem vai, quem é?

6 Outubro 2010 - Pavilhão Atlântico :D :D :D

Se for como no Rock in Rio 2006 e não tocarem esta música, eu vou-me ao Axl! Juro que vou!!!



Esta música é..... (fazer agora aquele som que fariam antes de pensarem em voz alta: "Comia-a toda!", depois de verem uma gaja boa passar ). Estão a ver qual é?

sexta-feira, 25 de junho de 2010

O merecido descanso da Guerreira!

HOJE!!!

Hoje é o último dia antes de ir de férias. Finalmente!

Se ficasse por lá mais alguns dias, era bem capaz que agredir alguém. Mas assim, sem piedade nenhuma. E olhem que quando me dá para a violência.... uiiiiii!

Com tanta burrice concentrada num só espaço, já estava a ficar agoniada, senhores!!!!

terça-feira, 22 de junho de 2010

Wear sunscreen philosophy

Carreguem no play. Vale a pena!
Dizem que os conselhos, se fossem bons, não seria dados. Mas estes são bons. E oferecidos!



"Enjoy the power and beauty of you youth.
Well, never mind. You will not understand the power and beauty of your youth until they fade.
(…)
You are not as fat as you imagine.
(…)
Do one thing, everyday, that scares you
(…)
SING!
(...)
Don't be wreckless with other people's hearts
Don’t put up with people who were wreckless with yours.
(…)
Don’t waste your time with jealousy,
Sometimes you're ahead, sometimes you’re behind.
The race is long, and in the end, it’s only with yourself
(…)
Remember compliments u received, forget the insults.
(…)
Enjoy your body. Use it every way you can.
Don’t be afraid of it or what other people think of it, it’s the greatest instrument you will ever own.
(…)
DANCE!
(…)
Do not read megazines that will make you feel ugly.
(...)
Get to know your parents. You never know when they’ll b gone for good.
Be nice to you’re siblings. They are you’re best link to your past and most likely to stick with you in the future.
(…)
TRAVEL!
(…)
Don’t expect anyone else to support you.
(…)
Don’t mess too much with your hair or by the time you’re 40, it will look 85."

;)

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Actually...


Que me conhece sabe que não sou muito dada a sentimentalismos. It's a fact, I can't deny it.

Hoje em dia parece que é moda uma mulher dar uma de mazona, cold bitch (dizem que é cool), quando na realidade, é um coração mole e desmancha-se em lágrimas quando chega a casa. Não é o meu caso.

Sou assim, tenho dificuldades em sentir, em deixar-me levar.
Gosto de relações sem compromissos, gosto de não ter que dar justificações a quem quer que seja e sobretudo, não suporto que me controlem e estejam sempre em cima.
Há quem diga que sou fria no que respeita ao campo sentimental.
Não diria que "fria" seja a palavra correcta, até porque gosto que me façam saber que gostam de mim, e vice-versa. Todos gostamos de nos sentir acarinhados, "gostados" ou desejados e eu não sou excepção. Mas tenho os meus limites. Que não são muito alargados, confesso.
Coisas demasiado melosas e variáveis do género, não se encaixam, de todo, na minha maneira de ser. Que posso fazer?

Aceito perfeitamente um "És uma tesão do caraças, temos de repetir" ou um simples "Gosto de estar contigo". Mais que isso, são nhonhonhices a mais, que me fazem urticária. E vocês que não querem que eu fique com urticária.

E agora dizem os homens: "Pois, vocês mulheres, gostam é de gajos que vos encham de porrada e vos tratem mal." (Vocês são muito exagerados e ainda por cima gostam de generalizar*)
Não é nada disso.
Umas palmadas no sítio certo fazem milagres.
E o tratar mal está completamente fora de questão. Respeitinho é muito bonito e eu gosto.
Como disse ali em cima, há limites. Tanto para o máximo aceitável, como para o mínimo.
Nem 8, nem 80. Ali no 30/35 (40, vá!), parece-me perfeito.

But you know what? Despite being a cold heartless bitch, I like this movie scene. I love it, actually!!


* Sim, eu sei que não são só vocês que gostam de generalizar, as mulheres também!

O Ketchup


Toda a gente gozou publicamente com as palavras do Ronaldo em relação à famosa teoria golos/ketchup.
Não teci nenhum comentário público mas pensei: "Este gajo só diz merda!"

Agora parece-me é que ele é vidente.... Será?

7-0?

Estou marabilhada!!!


É tão bom estar a ver o jogo de Portugal sem ter que ouvir as vuvuzelas.
Só agora descobri essa opção, já me estava a dar um nervoso miudinho.
Obrigada MEO!!!
Preciso de uma mudança RADICAL, em várias aspectos.
Só ainda não sei bem como o fazer. Mas preciso. MUITO!

O que é, agora, vai ter que passar a ser, o que foi.
E desta vez (pois já o disse várias vezes), não passa!

sábado, 19 de junho de 2010



Gosto do gesto de, na estrada, nos encostarmos para uma ambulância passar (apesar de uma vez, ter feito com que uma ambulância não conseguisse passar pois estava na faixa do BUS, aparece-me o carro da polícia atrás e faz-me sinais de luzes. Lá faço pisca para a esquerda e tento pôr-me na faixa ao lado, mas como estava muito trânsito, fiquei atravessada nas duas faixas à espera que o trânsito andasse. E então, apareceu a ambulância, a apitar-me como se não houvesse amanhã, eu sem me conseguir mexer e o carro da polícia atrás de mim. Foi bonito! Mas isso também não interessa nada agora). [tenho que deixar de fazer parênteses tão grandes]

Sei que não é algo tipicamente português, suponho que acontece em todo o mundo mas gosto de pensar que é algo só nosso.

Hoje desviei-me para uma ambulância em emergência poder passar. E vieram-me as lágrimas aos olhos.

sexta-feira, 18 de junho de 2010

A expressão incontrolada...



"É o riso, é a lágrima
A expressão incontrolada
Não podia ser de outra maneira
É a sorte, é a sina
Uma mão cheia de nada
E o mundo à cabeceira

(...)

Tudo muda, tudo parte
Tudo tem o seu avesso.
Frágil a memória da paixão...
É a lua. Fim da tarde
É a brisa onde adormeço
Quente como a tua mão

Mas nunca
Me esqueci de ti"


A leveza desta música é qualquer coisa de extraordinário...

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Vocês nem imaginam...

... a trabalheira que foi escolher só UMA foto deste homem! Coisa para durar aí uns 30min (ou mais), juro!

A foto é só da cara. Que é perfeita, há que dizer. E aquele ar de mauzão?
Isto para que não digam que nós, mulheres, só gostamos é de músculos, bla bla bla.

(Fabio Cannavaro)

De qualquer forma, não quis deixar de prestar o meu apoio à selecção italiana (o meu apoio e tudo mais que precisem). O patriotismo é muito bonito mas não podemos esquecer que o mundo precisa de solidariedade. E eles têm a minha!


Amén!

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Santo António já se acabou...

Este fim-de-semana foi para a desgraça, mesmo! Mas também já estava a precisar de um assim.
6ª feira agarrei no saco e fui passar o fim-de-semana a Lisboa, a casa de uma amiga.

"Ah e tal, bora para os Santos!"
Lá fomos nós de transportes públicos (que somos pessoas responsáveis), chegámos à Praça de Figueira e... nada! Oi? Nada? Não há festa? Onde andam as pessoas?

"Bem, se calhar estamos no sítio errado", pensámos. "Vamos até ao Castelo. O ano passado estava fixe"

Subimos (MUITO) até ao Castelo e... nada! "Porra, nada?". Perguntámos ao senhor de um barzinho que estava aberto:
- "Desculpe lá, mas não há festa?"
- "Não meninas, é só amanhã!"

Então e agora fazemos o quê? Não me apetece ir para casa. Ligámos a uns amigos que também vinham ter connosco, informámos do sucedido e decidimos o próximo destino: Bairro!

E pronto, foi o principio do fim!
Eu adoro o bairro! Adoro o ambiente. Adoro a variedade de pessoas que por lá encontramos. Adoro o espírito e a energia que se sente. Ninguém está preocupado com a roupa que a pessoa do lado está a usar. No stress, está tudo ali para o mesmo.

Conhecem o bar "Fiéis aos Copos"? Se não conhecem, deviam conhecer. Caipirinhas, Caipiroskas e afins, tamanho XXL, ao preço de um copozito normal em qualquer bar ou discoteca.
E foi aí que encontrei a primeira personagem da noite.

Chega-se um loiro e diz assim ao gajo que está no bar:

- "The Spanish people want me to sign here because I'm very famous in Spain."
Eu o menino do bar (giro, giro) ficámos a olhar para o gajo com cara de parvos.
- "A sério!!!", diz o espanhol num português arranhado.
- "Mas eu não tenho aqui nenhum papel para assinares" (acompanhado em linguagem gestual)
- "Give anything. That, that!" (mais linguagem gestual).

O gajo deu-lhe um cartão qualquer para o despachar e ele lá foi, todo contente, para uma parede, escrever uma qualquer dedicatória para deixar no bar.
O que me ri com aquela cena. Devia ter pedido um, podia ser que me valesse algum dinheiro. Damn!

Depois de várias bebidas, muita música e de ter de me fazer de lésbica com uma das raparigas que estava comigo, com direito a beijos na boca e tudo, para que nos desamparassem a loja, o bairro "encerrou" e fomos parar ao Plateau (a melhor discoteca de sempre!!!)

Fomos para casa já era de dia e fizemos amizade com um dos senhores "Qué frô?", que por sinal era muito simpático, apesar de nos ter dito que na Índia, as meninas com 24 ou 25 anos já deviam estar casadas porque senão já não valiam nada, terminando a frase com o gesto de passar o indicador pelo pescoço, como se estivesse a ser cortado.

No Sábadodo voltamos ao bairro. O loiro estava lá novamente mas desta vez só pediu uma caneta...

The Leading Lady

,Kate Winslet e Eli Wallach no filme "The Holiday"

"Honey, in movies we have leading ladies and we have the best friend. You - I can tell - are a leading lady, but for some reason, you're behaving like the best friend."

AQUI :)


Adorei este filme. Por tudo...

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Gosto tanto...

... mas tanto! :)



"I never wanted to be your weekend lover
I only wanted to be some kind of friend
Baby I could never steal your from another
It's such a shame our friendship had to end
(...)
I only wanted to see you underneath the purple rain"

segunda-feira, 7 de junho de 2010

AJUDA, precisa-se!



Preciso das vossas sugestões, porque para estas coisas não sou nada imaginativa.
Vou de férias na última semana de JUNHO, sozinha, e preciso de ideias para destinos, sítios onde ficar, etc. Em Portugal. E o mais acessível possível.

Alguém? Please?

sexta-feira, 4 de junho de 2010

As vossas sms's!

Pagando na ideia de uma das mentes mais iluminadas do mundo em que vivemos (Vês? Exactamente como pediste...), desafio-vos a deixar na caixa de comentários qual a última sms que enviaram.

A minha foi: "De há umas semanas para cá que ando com uma pancada de o fazer. Mas tenho medo que atrapalhe no beijar. Vou continuar a pensar."

A as vossas? Digam-me quais foram as vossas.
É possível que saia daqui algo engraçado.

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Ontem fui ao Vasco da Gama na esperança de comprar umas calças e camisolas.

Acabei por sair de lá com isto:

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Não! Oh, não!!!!

Ainda não encontrei resposta para uma dúvida que poderá também pairar na cabeça de muito boa gente.

Ora aqui vai:
Imaginem que estão num momento quente com outro alguém…
Beijos, muito agarranço, gemidos, respiração ofegante, calor (muito calor), roupas a cair no chão e…

e...

e...

...FICAM AS MEIAS?!?

Como dizer-lhes que “Não, p.f., meias não! NÃÃÃÃÃÃÃO!”, sem:

- Nos partirmos a rir, assim até às lágrimas;
- Perdermos a pica;
- Parecermos picuinhas;
- Deixarmos o outro encavacado, com vontade escavar um buraco e hibernar?

Alguém?

Casa, procura-se!



Caríssimos leitores, estou à procura de uma casa em Lisboa.
Baratinha e maneirinha, para arrendar.

Está difícil.
Em Lisboa, as casas mais baratas (e mesmo assim, caras), estão a cair de podre.
Mas eu ainda tenho a esperança. Não a posso deixar morrer. Eu quero mesmo voltar a morar em Lisboa, assim… MUITO!

Alguém sabe de alguma coisa? O meu email está ali em cima.
A gerência agradece ;)

terça-feira, 1 de junho de 2010

It's a turn on #1

Se há música que me tira do sério, esta é uma delas!

Guns 'n Roses nos seus tempos áureos.
Já não são o que eram, o único que se mantém (creio) é o Axl, mas ainda assim gostei de os ver no Rock in Rio em 2006 ou 2008, já não me lembro. E abriram o concerto com esta música. ESPECTÁCULO!

"Welcome to the jungle
We got fun 'n' games
We got everything you want
Honey we know the names..."

Uma vez disseram-me: "És parecida com o Slash!"
A minha reacção: "Hã?", acompanhado com um olho franzido
Ele: "O cabelo. Estou a falar do cabelo!"

Menos mal. Mas ainda assim...

sexta-feira, 28 de maio de 2010

EPÁ!!! (Não é o gelado)

São, precisamente, 02h30m enquanto escrevo estas linhas.
Não tenho sono, estou a comer um gelado, a ouvir Florence & The Machine e a dar uma olhadela aos irmãos do Sobrenatural.

Poderia haver programa melhor? Podia, sem dúvida alguma. Mas é o que temos…
Tristezas não pagam dívidas mas estava a pensar nesta minha insatisfação profissional e pessoal. Vou falar das duas, por esta ordem.
Não gosto de me queixar nem de mandar postas de pescada sentimentalonas mas olhem, apetece-me!

Quero um novo trabalho. Estou farta do sítio onde estou. Daquele ambiente de merda onde na chefia estão pessoas que não percebem um corno do que estão a fazer e depois quem se lixa é o mexilhão. Não tenho paciência para pessoas burras. Modéstia à parte, tomasse eu rédeas daquilo e veríamos se os resultados não eram completamente diferentes.
Às vezes apetece-me chegar lá, encosta-los contra a parede (sem conotação sexual, essa vem a seguir) e dar-lhes dois berros. Temo que só assim é que conseguiriam lá chegar e mesmo assim tenho as minhas dúvidas. Sei, por experiência própria, que não vão lá com conversa inteligente, devidamente argumentada com factos. Sugestões VIÁVEIS para se ultrapassar certas situações. Mas nada, nicles, rien, niente, nichts, nothing at all.
Eu estou a pensar seriamente em criar um programa de desenho, em parceria com a Microsoft. Mais precisamente, inserido no outlook. Alguém se oferece para me ajudar?

Quanto ao outro campo (já com conotação sexual):
Preciso de um gajo!!! Não que não tenha, que até tenho. Mas não como eu quero.
Quero um homem que queira uma relação não-relação. Que é isso? É muito fácil!
Não quero dar, nem preciso de receber explicações. Não precisa de haver exclusividade.
Mas quero que esteja regularmente disponível para as minhas constantes vontades carnais. Não se assuste com demonstrações de carinho. Quero pegar no telefone e dizer-lhe “Tenho vontade de dormir aí contigo, hoje!”.Que esteja lá quando estou mais em baixo e me apeteça falar ou, simplesmente, um abraço. Quero pegar no telefone e dizer-lhe “Quero-te agora! Estou a caminho.”. Poder falar de tudo o que nos apetecer. Sem tabus, sem complicações, sem dramas e ciúmes. E rir, muito!
Isto, por acaso, é alguma coisa do outro mundo?

PS (MUITO MUITO IMPORTANTE): Meu amigo do Plateau!!! Sim, tu! Que quando te vejo estás sempre sozinho, com cara de mauzão (que eu adoro), barba de 3 dias dias (talvez um pouco mais), olhos azuis (pareceu-me), moreno, lindo, acho que eras gajo para isto (cheira-me!). E depois começas-me a olhar com essa cara de mau, não sorris nem desvias o olhar e essa merda tira-me do sério, a sério que sim. Começo a tremer que mal me aguento em pé (não fosse eu uma pessoa recatada e já te tinha raptado. Tu põe-te a pau que isto nunca de sabe...). Por isso, e para a próxima, tu vem ter comigo que eu não tenho lata, pá!!! Esta coisa de ser tímida é fodida comó caraças… (E um ano já é um exagero, diga-se)
É que depois, quem tem de levar comigo é a Ana, coitada!

quinta-feira, 27 de maio de 2010

PÁRA TUDO!

Vem cá o Rei, qual Papa qual quê!
18 Julho. Meco. Super Bock, Super Rock.

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Uma dúvida...

De onde é que surgiu o conceito de que uma mulher que fode quem quiser, sem dar explicações a ninguém, é uma grandessíssima puta (com direito a apedrejamento). E homem que faça o mesmo, é o garanhão lá do bairro (com direito a diploma)?

domingo, 23 de maio de 2010

20 Estrelas....

São portugueses... mas tenho tanta pena que estes gajos não sejam americanos. Só assim teriam o sucesso que merecem. São fantásticos.
Músicas cativantes.
E esta, esta é especial... Por nenhuma razão em especial. Aperta-se-me o coração e faltam-me as palavras para a descrever.

Oiçam, a sério!



LULLA BYE - "Gone (and we dance)"

quinta-feira, 20 de maio de 2010

A geração “Oops, dei um pum!”

Ou por outras palavras, a geração facebook.
Eu acho giro o facebook, eu até tenho facebook. Eu ponho músicas no facebook, publico aquelas frases da Nicola e tudo e tudo. Mas eu não percebo aquelas pessoas que fazem um detalhe pormenorizado do seu dia. Isso serve para quê, afinal?

Alguém se interessa em saber em que consistiu o vosso pequeno-almoço? Quando é que foram ao WC e o que é que foram lá fazer? Se vos dói o dedo do pé?

Um dia destes andamo-nos a passear pelo facebook e…

Cátia Vanessa está quase a ir ter com o Gervásio. Yupiiiiiiiiiiiiiii e está tãããããão contente!!! Gervásio, Gervásio, Gervááááásiiiiiiiiiio! eheheheh” às 22h30 – Comentar - Gosto

Cátia Vanessa já voltou do encontro com o Gervásio. Não correu lá muito bem, não. Gervásio não concretizou ;(“ às 23h30 – Comentar – Gosto

Estou a ver se imagino os comentários a estas publicações….
Querem completar?

domingo, 16 de maio de 2010

O hit!

Lembram-se desta música?



As memórias que isto me traz...
Não situações específicas, mas uma época. Um período. Sem saber determinar bem qual... ou quais.

E era tãããããão bom!
No worries, no stress, amigos, praia, pessoas bonitas (e não me refiro à parte física), dança, sorrisos, ingenuidade, confiança... basicamente, pureza. É isso, pureza!

Não podemos voltar atrás? Quando tudo era bem mais fácil? Feliz?

sexta-feira, 14 de maio de 2010

O comando é MEO!

A partir de hoje sou uma pessoa moderna.
Já tenho TV por cabo.

Venham a mim todas as séries e concursos de talentos. Venham a mim!

terça-feira, 11 de maio de 2010

A Mística

E é isto...

Só nós sabemos.

Somos grandes, somos paixão, somos Benfica!

segunda-feira, 10 de maio de 2010

CAMPEÕES!!!


BENFIIIIIIIIIIIICAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Milagre!!! É milagre, senhor!!!!



Vocês tenham cuidado, tenham muito cuidado. Porque se isto vos acontece... estão fecundados!!!

Questão!


Se vocês tivessem disponibilidade monetária para criar uma empresa, por que ramo é que enveredavam?

sábado, 1 de maio de 2010

As manhas deles #1

Hoje, estava eu no trabalho (sim, aqui a escrava trabalhou no dia do trabalhador) e um colega meu estava a falar com a mulher. A dada altura diz ele assim:

- "Eu agora vou ter de desligar que estou cheio cheio de trabalho, tá? Beijo"

E ficamos a olhar para ele.
Estávamos basicamente a fazer... nada.

Vendo ele a nossa cara de espanto sai-se com esta:

- "Isto é para quando eu chegar a casa poder dizer que estou mesmo muito cansado. Assim ela faz-me o jantar, leva-mo ao sofá..."

(Espero que a mulher dele não leia o meu blog...)

sexta-feira, 30 de abril de 2010

Importantíssimo!!!

Adenda a este post:

À falta da farda do Corpo de Intervenção, a mesma pode ser substituída pela da Polícia Marítima, ok?

Obrigadinha!

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Aaaaaaaahhhh...


... tivesse eu uma bola de cristal, e não teria marcado a minha 2ª sessão de depilação a laser para a semana!!!

Com este calor, de folga e não me posso enfiar dentro daquela água boa da Praia da Morena ou de S. Julião!!! (Burra, filha!!! É mesmo burra!)

Acho que me vou contentar em ir ao cabeleireiro, comprar roupa e ir ver a praia, quiça, molhar as patas!!!

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Cheguei a uma brilhante conclusão...


Não sei o que, nem quem quero!!!

Right on!!! (ironic mode)

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Pormenores...

Quem disse que as pequenas coisas são insignificantes?!?

Situação 1:
No outro dia enviaram-me um pedido de amizade no hi5. Eu, como curiosa que sou, fui cuscar as fotos do espécime em questão. "Eh lá, bem giro.", "Sim senhor, muito bem." E depois escreve coisas como "cem (em vez de 'sem')", "abuzivo", "voçês". Carreguei logo no "Não, Obrigado!".

Situação 2:
Hoje estava numas bombas de gasolina e chegou um gajo num carro. Giro giro giro!!!
Sai do carro e tinha uma camisola de alças metida por dentro das calças, com estas quase debaixo dos braços.... Oh God!!!

domingo, 25 de abril de 2010

César Augusto Moniz

Não sei o quê, mas o César Augusto Moniz (Júri do "Achas que sabes dançar?") tem ali qualquer coisa que me faz achar o senhor super giro.
E tem um sorriso lindo!!!

sábado, 24 de abril de 2010

&%$#"!("#/

Sou só eu ou mais alguém acha que este "docente"?!?!? da Faculdade de Direito de Lisboa merecia que se lhe enfiasse um cacto pelo cu acima?!? Assim, sem qualquer compaixão?

(clickar para aumentar)

Diz que se chama Prof. Dr. Paulo Otero?!?!
Vamos-lhe retirar o Prof. e Dr. que não lhe fica nada bem, sim?

Isto não é só homofobia, descriminação ridícula e uma enorme pobreza de espírito. É de uma imbecilidade e falta de profissionalismo sem tamanho.

Tenho pena desta criatura nojenta.
Um conselho: Vá ao psiquiatra! E mesmo assim, acho que não tem salvação.

Ah, Santa ignorância!!!

PS: Sim, este teste aconteceu mesmo. Inacreditável, uh?

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Ainda em relação ao post anterior...

Abro excepção a este puto:

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Procura-se...


Homem alto (para cima de 1.80m), giro, divertido, cabrão q.b., doido por sexo (assim quase a bater na ninfomania), descontraído, que tenha na gaveta uma farda do Corpo de Intervenção, com bastante imaginação, sem pêlos em toda a sua zona mais divertida, mente aberta e ar de mauzão para uma semi-relação.

Se alguém souber, o meu e-mail está ali em cima.
Obrigadinha!

Adenda:
Que saiba o que faz, não peça autorização para tudo, não se esteja constantemente a lamentar (desculpem lá mas não tenho apetência para padre), bem resolvido e resida em Lisboa ou arredores (Margem Sul do Tejo incluída, vá.).
(Tinha-me esquecido destes factores importantes, shame on me!)

Adenda 2: Ah, e dos 26 para cima. De idade. Nada de outras interpretações, sff.

Caso me lembre de mais, eu "adendo"!

segunda-feira, 19 de abril de 2010

This one turns me on... #1



Eu até nem costumo gostar das músicas deste senhor mas esta...

"One Love" - David Guetta feat. Estelle

sexta-feira, 16 de abril de 2010

Cheira-me...

... que a coisa amanhã à noite não vai correr lá muito bem. Cheira-me!

terça-feira, 13 de abril de 2010

Vozes roucas...

É impressão minha ou isto é muito talento junto?




Paolo Nutini - "These Streets"